PECHA KUCHAS

PECHA KUCHA


Título: Projeto L : leitura transversal a todos os ciclos e idades
Elsa Maria Dias Pinto, professora bibliotecária
Escola Básica e Secundária de Gouveia


Ano(s) de escolaridade:
Alunos da Educação Pré-escolar, 1º Ciclo, 9º e 10º anos
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): Educação pré-escolar, 1º CEB, português, EMRC e cidadania
Nota biográfica: Sou professora Bibliotecária no Agrupamento de Escolas de Gouveia, onde também sou professora de português. Vivo em Seia, adoro viver junto da/na Serra da Estrela e, sempre que possível, ir ao cinema, teatro, ler um bom livro e, claro, frequentar formações que estimulem a minha criatividade e melhorem o meu desempenho.
Resumo
O projeto L (de leitura) tem como objetivos principais promover a leitura, capacitar os alunos para a cidadania ativa, participação e intervenção, a nível local, em matéria de ambiente, biodiversidade, desenvolvimento sustentável e convívio intergeracional.
3º ciclo e ensino secundário- Trabalho colaborativo de leitura ativa e escrita criativa de textos de várias tipologias, desenvolvido em sala de aula, que se concretiza na leitura dramatizada e atividades de interação em visitas a lares, centros de atividades ocupacionais e contacto direto com as populações
Educação Pré-escolar e 1º CEB- Trabalho colaborativo de leitura ativa, de textos de várias tipologias no âmbito das obras de leitura orientada ou livros aconselhados pelo PNL, escrita criativa e criação artística, em articulação com as várias áreas do currículo (português e estudo meio) flexibilidade curricular e cidadania, que resulta em exposições coletivas que circulam nas várias escolas e comunidade local.
 

 

Título: Literacia da informação: o poder do cidadão
Dulce Correia e Vera Miguel (apresentador)
Diretora dos Serviços de Documentação e Técnica de Bibliotecas

Politécnico de Leiria

Ano(s) de escolaridade:
Estudantes do 12º ano
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): Escolas Secundárias da área de influência do Politécnico de Leiria
Nota biográfica: Dulce Correia é licenciada em História pela Universidade de Coimbra e detém a Especialização em Ciências Documentais pela mesma Universidade. É pós-graduada em Gestão Avançada de Recursos Humanos pelo ISLA-Leiria e pós-graduada em Executive Coaching pelo Instituto Politécnico de Leiria. Encontra-se habilitada com o FORGEP - Programa de Formação em Gestão Pública, pelo INA. É ainda mestre em Ciência da Informação pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É, desde 2007, Diretora dos Serviços de Documentação do Instituto Politécnico de Leiria. 
Vera Miguel nascida em Setúbal em 1982, licenciada em Comunicação Social e Pós-Graduada em Ciências Documentais. Desempenha funções de Técnica de Bibliotecas desde 2001, e desde 2017, na Biblioteca José Saramago (Politécnico de Leiria).
Resumo
Numa primeira fase, e com vista à concretização do desenvolvimento de competências de literacia informacional nos estudantes de níveis de ensino prévios ao ensino superior, o objetivo seria percorrer as escolas de ensino secundário do concelho de Leiria e, em articulação com a (o) bibliotecário-escolar, ministrar formação sobre ferramentas de pesquisa, plágio, referenciação e citação de autores em trabalhos académicos.
Posteriormente, numa segunda fase, alargar este projeto às escolas secundárias das áreas de influência do Politécnico de Leiria.
Bibliografia
Amante, M.J, Placer, A.I.& Costa, A.F. (2009). As bibliotecas universitárias na Sociedade do Conhecimento: o imperativo da colaboração. Coimbra. Comunicação apresentada no IV Encontro Ibérico EDIBCIC. Disponível em https://repositorio.iscte-iul.pt/handle/10071/1561
 
Caetano, C., Correia, D. & Silva, P. (2017). A literacia informacional e a formação de utilizadores: impacto nas comunidades de utilizadores da Biblioteca Escolar João Franco do Fundão, Biblioteca Pública da Covilhã e Biblioteca José Saramago do Instituto Politécnico de Leiria. Coimbra; Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
 
Calixto, José António (2004). Literacia da informação: um desafio para as bibliotecas. Secção de Ciências Documentais, Departamento de Ciências e Técnicas do Património (Org.) - Homenagem ao Professor Doutor José Marques: 26 e 27 de Junho de 2003: actas do colóquio "Do Documento à Informação" e da jornada sobre sistemas de informação municipal; Memória do Curso de Especialização em Ciências Documentais (1985-2003). Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Disponível em http://ler.letras.up.pt/site/default.aspx?qry=id015id116&sum=sim  

 

Título: Crescer com Laços: educar para a solidariedade
Maria do Carmo Pereira
Escola Básica José Saraiva, AE Domingos Sequeira, Leiria


Ano(s) de escolaridade:  
do 5º ao 12º ano
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): As professoras dinamizadoras do Projeto são de Matemática e Ciências e Português (2.º CEB) e de Português, Espanhol, Físico Química e Ciências Naturais (3º CEB), em estreita colaboração com a professora Bibliotecária da Escola Básica José Saraiva. Em muitas atividades há muitos outros professores, funcionários e encarregados de educação, além de alunos, a colaborar na sua dinamização.
Nota biográfica: Licenciada em Biologia, professora do 3.º Ciclo e Secundário desde 1992.
Resumo
O Projeto Crescer com Laços é um projeto solidário, iniciado em 2014-15, na Escola Básica José Saraiva, na sequência de um pedido de alunos (em 13-14) para trabalhar questões da área da solidariedade, que levou ao apadrinhamento de duas crianças moçambicanas.
O nosso lema: ”Educar a mente sem educar o coração, não é educação.”(Aristóteles)
Alguns objetivos:
- Assegurar o apadrinhamento de crianças (educação, alimentação, vestuário) em Moçambique;
- Apoiar famílias carenciadas do concelho de Leiria;
- Sensibilizar para valores como Solidariedade, Inclusão e Respeito pela Diferença;
- Desenvolver a capacidade de comunicar na base do respeito e da tolerância;
- Incentivar a participação dos alunos no exercício pleno da sua cidadania;
- Promover a sustentabilidade ambiental, associando-a com a solidariedade. 
No decorrer destes anos têm sido desenvolvidas diferentes iniciativas para concretizar os objetivos. O alargamento do Projeto à Escola Domingos Sequeira surgiu do pedido de alunos que, ao transitarem para o 10.º ano, quiseram continuar a trabalhar nas iniciativas que já vinham desenvolvendo desde o 7.º ano de escolaridade.
Desde o início contamos com muitas colaborações, destacando-se a parceria com as ONGD - UPG (Um Pequeno Gesto, Uma Grande Ajuda) e Coração sem Fronteiras. O projeto faz parte do Projeto Educativo Municipal da CM de Leiria.



Título: Descobr'Ansião
Maria José Cristóvão e Conceição Ferreira, professoras bibliotecárias
AE de Ansião


Ano(s) de escolaridade:
 1º ciclo - 3º ano de escolaridade
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): O passado do meio local (Estudo do Meio)
Nota biográfica: Maria José Cristóvão, licenciada em educação básica, possui o mestrado em Gestão de Informação e Bibliotecas Escolares, exerce o cargo de Professora Bibliotecária desde 2004 no Agrupamento de Escolas de Ansião.
Conceição Ferreira, professora de educação visual e tecnológica, possui uma pós graduação em Bibliotecas e Animação da Leitura, exerce o cargo de Professora Bibliotecária desde 2004 no Agrupamento de Escolas de Ansião.
Resumo
Descobr'Ansião foi um projeto que surgiu, na Rede de Bibliotecas de Ansião, em 2018, no âmbito do ano Europeu do Património Cultural. 
Tem como objetivo aproximar as crianças à realidade do seu meio, conhecendo e valorizando o património local.
O projeto apresenta-se em 3D, através de uma maquete construída em forma de puzzle, em que cada uma das partes representa o mapa de cada uma das freguesias do concelho, formando no final o mapa  completo do concelho de Ansião.



Título: Mediação da Leitura- O livro como motor de desenvolvimento de projetos culturais e promotor de cidadania ativa
Patrícia Filipa Ribeiro Martins, Técnica Superior de Animação Cultural
AE de Marrazes


Ano(s) de escolaridade:
Alunos da Educação Pré-escolar, 1º ao 4º ano
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): Leitura/literacias/cidadania/ambiente
 Nota biográfica: Sou professora Bibliotecária no Agrupamento de Escolas de Gouveia, onde também sou professora de português. Vivo em Seia, adoro viver junto da/na Serra da Estrela e, sempre que possível, ir ao cinema, teatro, ler um bom livro e, claro, frequentar formações que estimulem a minha criatividade e melhorem o meu desempenho.
Resumo
Esta apresentação visa salientar a importância do livro como ponto de partida para o desenvolvimento de projetos que relevam para a participação e cidadania ativa.
Através da atividade de mediação de leitura com base no livro Estranhas Criaturas, de Cristina Rubio, Edições Orfeu Negro, a animadora cultural trabalhou nas 25 escolas do AEM Marrazes projetos que promoveram não só as literacias da leitura e escrita e artes, mas também o envolvimento dos alunos e comunidade em atividades de sensibilização ambiental e de sustentabilidade.
Trabalhou também alguns conceitos relacionados com as artes visuais e a expressão dramática.


Título: À boleia com livros
Natália Maria Antunes Caseiro, professora bibliotecária
Escola Secundária Domingos Sequeira, AE Domingos Sequeira


Ano(s) de escolaridade: 
10º a 12º anos
Atividade em articulação com (disciplina/área de intervenção): Artes, Português, Geografia, ...
Nota biográfica: 
Natália Caseiro, natural e residente em Leiria, é licenciada em Estudos Portugueses, Mestre em Educação e Leitura e Especializada em Ciências Documentais. É professora de Português na Escola Secundária de Domingos Sequeira, em Leiria, onde coordena a respetiva Biblioteca desde 1988. Tem estado ligada à formação de professores na área da documentação e à implementação de projetos em bibliotecas escolares.​
Resumo
Esta proposta pretende fazer a divulgação no XII Encontro de um projeto em fase de arranque na Escola Secundária de Domingos Sequeira, em Leiria, e coordenado pela respetiva Biblioteca Escolar. Integrou-se na candidatura do Movimento 14-20 a Ler, promovido pelo Plano Nacional de Leitura, e terá a duração de 3 anos.
O projeto intitulado À boleia com livros tem como tema identificador a Viagem, em torno do qual se vão organizar dinâmicas ligados ao universo literário (viajantes escritores, viajantes literários, lugares imaginários, …) e não literário (viagens célebres, percursos temáticos, roteiros científicos, …). Estas dinâmicas têm o livro ‘à boleia’ em atividades que irão, por um lado, articular a leitura com as artes criativas e performativas e, por outro lado, integrar criadores e grupos artísticos da cidade em atividades na biblioteca e na escola.
Para além da prática das parcerias, é ainda inerente à filosofia do projeto o envolvimento dos alunos nas iniciativas como organizadores, angariadores, artistas ou como participantes.

 

Partilhe este conteúdo: